Como fazer um currículo para enviar por e-mail 2021

Compartilhe:


Conhecer as técnicas para fazer um bom currículo é algo importante para todos, independentemente da sua profissão. Afinal, o envio de currículo é uma das etapas mais fundamentais de qualquer processo seletivo. 

De acordo com as informações que ele traz e com a forma como ele é estruturado, o profissional pode despertar ou não a atenção da empresa, tendo a chance depois de mostrar mais de si mesmo nas entrevistas.

Contudo, ainda há diversas pessoas que têm sérias dificuldades para criar um currículo e, mais ainda, que não sabem como proceder para manda-lo por e-mail. 

Aliás, faz alguns anos que as empresas recebem currículos dessa maneira e, neste 2021, é possível esperar que isso continue. 

Sendo assim, entenda a partir de agora como fazer currículo para enviar por e-mail em 2021.

Tamanho do currículo: não ter mais de duas laudas

A lenda de que um currículo com uma quantidade enorme de páginas impressiona o recrutador já ficou para trás.

Na realidade, o recrutador que se depara com um currículo que tenha mais de duas páginas chega à conclusão que o candidato não sabe como sintetizar as suas experiências profissionais, ou seja, ele não sabe exatamente quais são os seus conhecimentos que se relacionam com aquela vaga.

Por isso, é importante que se mantenha o currículo com o máximo de duas páginas e que tudo o que tem nelas seja referente apenas à vaga almejada. 

Isso significa avaliar bem as experiências e os cursos e não adicionar aqueles que não ofereceram aprendizados válidos para exercer o tipo de função que se procura agora. 

Verificação gramatical

Currículos com erros de gramática tendem a causar preocupação nos recrutadores, especialmente quando se trata de vagas que necessitam de ensino médio completo em diante,

Afinal, é esperado que essas pessoas conheçam o mínimo de norma padrão para evitar que erros ortográficos e de gramática não sejam notados. 

O raciocínio do recrutador é este: se o candidato está deixando passar esse tipo de inadequação em seu currículo, como será quando ele precisar mandar um e-mail para algum cliente ou fazer algum registro nos documentos da empresa?

Por isso, é essencial que se tenha atenção a qualquer erro ortográfico ou de gramática no currículo. Para tanto, é possível contar com a revisão profissional de alguém (há pessoas que prestam o serviço de estruturação de currículo) ou até recorrer ao Word, que mostra esse tipo de equívoco na sua correção automática.

Redigir carta de apresentação

A carta de apresentação é obrigatória quando se envia um currículo por e-mail. Afinal, ela impede que se mande para empresa apenas o arquivo do currículo anexo, sem nada mais, o que é muito deselegante. 

Essa carta pode ter, no máximo, 10 linhas e é a oportunidade de o candidato falar ligeiramente de si, fazendo um resumo das suas experiências e do que ele estudou.

Quando o candidato não tem tanta experiência, mas quer deixar claro que tem condições de logo estar habituado com as funções, também pode usar a carta de apresentação para fazer essa garantia ao recrutador. 

Outra utilidade importante da carta de apresentação é falar um pouco sobre os principais projetos realizados e dizer que se valoriza aquela possível oportunidade e a empresa. 

Usar arquivo PDF ou Word

Esses são os únicos formatos aceitáveis de arquivo quando se trata de mandar algum currículo por e-mail. Para quem não sabe como se faz um arquivo PDF, é bastante simples: no próprio Word, ao clicar em “Salvar como”, haverá a opção “PDF”. 

Automaticamente, o documento passará a ter essa segunda versão, enquanto o arquivo em Word também é mantido. É possível encontrar ótimos modelos de currículos prontos para baixar e editar com seus dados, o que facilita bastante.

Use o assunto do e-mail para identificar seu currículo

Uma empresa costuma receber dezenas ou centenas de currículos diariamente por e-mail. Sendo assim, é fundamental que se saiba fazer bom uso do campo “Assunto” a fim de facilitar a compreensão do recrutador. 

A indicação é escrever diretamente lá a vaga que se almeja ou o departamento de interesse. Em vez de escrever “Currículo”, uma boa forma de resumir é usar a sigla “CV”. 

Não é preciso que se coloque o nome no assunto: o foco ali é mostrar ao recrutador o teor do e-mail. 


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *